quarta-feira, 23 de maio de 2012

TORTA DE MAÇÃS-II

MASSA:

5 colheres de sopa de manteiga
1 gema
1/2 xíc. de chá de açúcar
2 colheres de sopa de leite
1 colher  de chá de sal
2 1/2 xíc. de chá de farinha de trigo

Misture bem os 5 primeiros ingredientes e por último, adicione a farinha aos poucos, amassando bem até dar o ponto de abrir com o rolo. Deixe a massa descansar por 30 minutos na geladeira envolta em um papel filme.

 RECHEIO:  

1 lata de leite condensado 
1 xíc. de chá de leite 
1 colheres de sopa de farinha de trigo
3 gemas 
1 colher de café de extrato de baunilha

Bata tudo no liquidificador e leve ao fogo mexendo sempre até engrossar e aparecer o fundo da panela. Deixe esfriar 
***********************
Opção de creme sem leite condensado:
2 copos grandes (560 ml) de leite
3 gemas
1 colher (sopa) de manteiga
2 colheres (chá) de essência de baunilha ou 1 de extrato
4 colheres (sopa) de amido de milho ou farinha de trigo.
3 colheres de sopa de açúcar. 
 ************
O  2º RECHEIO:

6 maçãs médias cortadas em fatias 
1 xícaras de açúcar

Coloque tudo numa panela,  cozinhe até secar a água (a maçã solta muita água), mexendo de vez em quando. Deixe amornar.

MONTAGEM:

Pré aqueça o forno a 200ºC. Unte uma forma de "abrir"
Abra a massa com um rolo, de modo que fique com uma espessura de + ou - 0,5 cm. Forre o fundo e a lateral da forma até quase a borda. Coloque o creme, espalhando uniformemente. A seguir, espalhe as maçãs também de forma uniforme. Espalhe um pouco de canela por cima  (opcional). Comece a fazer a parte de cima. Corte tiras da massa e forre de modo cruzado. Enrole as laterais da torta para fazer o acabamento lateral. Pincele uma gema de ovo por cima e leve ao forno até que a massa esteja dourada.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Alimentos Transgênicos ? Saiba como Identificá-los.

 

Rotulação dos Alimentos Transgênicos ? Como saber se um Produto é Transgênico

Atualmente encontramos diversos alimentos com matéria prima à base de transgênicos e desde 2003 existe no Brasil o decreto de rotulagem (4680/2003), que obrigou empresas da área da alimentação, produtores, e quem mais trabalha com venda de alimentos, a identificarem, com um "T? preto, sobre um triangulo amarelo, o alimento com mais de 1% de matéria-prima transgênica.
A resistência das empresas foi grande, e muitas permaneceram sem identificar a presença de transgênicos em seus produtos. O Ministério Público Federal investigou e a justiça determinou que as empresas rotulassem seus produtos, o que começou a ser feito a partir de 2008.
A rotulagem de produtos transgênicos é um direito básico dos consumidores. Todos nós temos o pleno direito de saber o que consumimos.
A leitura de rótulos é muito importante para identificar alimentos com o menor índice de aditivos químicos preservando nossa saúde e também perceber se na embalagem existe o selo de identificação de transgênicos, que muitas vezes está bem pequeno e no cantinho.
É verdade, temos transgênicos no mingau do bebe, nos óleos de soja, milho e algodão. Interessante saber também que a canola é uma planta transgênica. A alternativa é o óleo de girassol ou o azeite de oliva para quem quer consumir produtos não transgênicos.
Uma alimentação orgânica certificada ainda é o que podemos fazer de melhor para fugir dos transgênicos, agrotóxicos, promotores de crescimento e aditivos químicos. O objetivo deste texto é alertar que é preciso tomar uma posição, seja quanto à informação, à alimentação, ao Meio Ambiente ou à maneira como somos tratados pelas Empresas. Compromisso e respeito são essenciais em todas as relações.
Fonte: conteúdo baseado no site http://www.coletivoverde.com.br

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...